A Distinção entre Acompanhantes e Prostitutas.

Para o cidadão dito comum que não faz uso de serviços comerciais de encontros, não há distinção entre ser uma acompanhante e ser uma prostituta. Na realidade, as actividades em ambos os sectores acima mencionados são extremamente diferentes. Há uma clara distinção entre como uma acompanhante ganha dinheiro e como as prostitutas ganham dinheiro. Este artigo irá explicar a distinção fundamental entre os dois tipos de trabalhadoras.

 

 

 

O que é exactamente uma prostituta?

As prostitutas são pagas apenas e APENAS por serviços sexuais. De acordo com a lei Portuguesa e em geral, no resto do mundo, à excepção da maioria dos estados nos EUA e países Islâmicos, vender serviços de sexo é totalmente admissível. As trabalhadoras desta profissão nunca anunciam formalmente que são prostitutas, mais por razôes que se prendem com pudor ou ética do que com qualquer outra coisa. A realidade dos factos é que vender sexo a troco de dinheiro é perfeitamente legal.

Contudo, há actividades adicionais que acompanham a indústria da prostituição que são normalmente proibidas. É por exemplo proibido aliciar potenciais clientes na rua através de poses sugestivas e indiscretas. Poderá ser considerado atentado ao pudor ou atentado à normal urbanidade da via pública. Outra coisa que é claramente proibida na maioria dos Paises onde a prostituição não é criminalizada, são os bordeis e/ou actividades de lenocínio, com algumas excepções na Europa e EUA.

O que importa reter é que normalmente uma prostituta é caracterizada como uma mulher que oferece favores sexuais de forma despojada nas ruas, a fim de apoiar o seu hábito de droga ou adições de outra espécie. Isto é completamente diferente de como funciona uma acompanhante de luxo.

 

 

 

O que é exactamente uma acompanhante de luxo?

Em contraste com a prostituição, uma acompanhante de luxo é uma actividades legalmente reconhecida na maioria do mundo, muito embora o busilis de ambas se cruze de certa forma. A diferenca é mais no formato que no conteúdo, mas fará toda a diferença como mais abaixo se verá. Uma acompanhante vende serviços de companhia por um determinado período de tempo. Embora seja verdade que uma acompanhante quase sempre tem relações sexuais com o seu cliente, há ocasiões em que isso não acontece.

Muitos homens que visitam Portugal em reuniões de negócios, mais antes da pandemia COVID19 – pois agora há muitas limitações -,  costumam vir sozinhos e muitas vezes não têm ninguém que lhes faça companhia. As acompanhantes preenchem este vazio, prestando companhia, bem como alguns outros serviços.

Elas acompanham os seus clientes a festas e outras reuniões, por exemplo. Quando existem eventos sociais e profissionais, é considerado normal a qualquer homem de negócios ser-se acompanhado por uma qualquer companhia feminina para fazer conversa social e entrar num trato mais socialmente aceite.

Neste propósito de convívio social, é claro que as prostitutas não prestam tais serviços aos seus clientes. Paras estas e seus clientes, tudo se restringe sempre a uma troca de sexo rápido e instantâneo, e muitas vezes pré-anunciado e até realizado sem pudor na rua, dentro do carro ou à beira da estrada nacional.

Já no que toca às acompanhantes, ainda para mais no que toca às que prestam os ditos serviços de companhia de luxo, todas as interacções sexuais com clientes são consideradas como privadas. O sexo ocorre com a permissão mútua de todos e pode ou não ser pago. Normalmente pressupõe-se incluído nas tarifas, mas pode extra-oficialmente obedecer ao pagamento de taxa adicional. O que importa reter é que uma acompanhante nunca anda pelas ruas à procura de clientes, não provoca e não atiça os homens na rua, e todo o seu trabalho é desenvolvido no isolamento do seu apartamento, da casa dos clientes, ou de um hotel.

 

 

 

Outros produtos e serviços.

As acompanhantes têm numerosas outras responsabilidades além de darem prazer sexual aos seus clientes. Muitos clientes contratam acompanhantes por outras razões que não o sexo. As acompanhantes podem ser contratadas para companhia de ocasião, como já tinha sido discutido, e por exemplo para serem aquele ouvido amigo a quem os clientes podem desabafar. Muitos indivíduos são incapazes de discutir as suas vidas difíceis com a sua família, pelo que ver uma acompanhante pode dar um ombro para chorar num momento de necessidade.

Espera-se que as acompanhantes, especialmente as que são de luxo, sejam inteligentes, astutas e relativamente cultas, o que nem sempre é o caso das prostitutas. Os clientes contratam acompanhantes a fim de se divertirem muito enquanto estão com elas. As acompanhantes fornecem mais do que apenas sexo, e aqui é onde as prostitutas e as acompanhantes mais se diferenciam.

Uma prostituta pode simplesmente passar alguns minutos com o seu cliente. Uma acompanhante, por outro lado, pode acompanhar o seu cliente nas suas viagens. Muitas acompanhantes de luxo, por exemplo, costumam ser solicitadas para irem ao estrangeiro com clientes sob condições específicas. As prostitutas, por outro lado, não o fazem, nem tão pouco são convidadas a tal.

 

 

 

Massagens terapêuticas e de relax

Muitas acompanhantes não oferecem quaisquer serviços sexuais. Em algumas situações apenas as massagens terapêuticas são permitidas. As casas de massagens são igualmente protegidas por regulamentos de prostituição, pelo que a indústria de acompanhantes é um óbvio substituto útil.

Estes tratamentos de massagem, claro, têm uma componente erótica, e é por isso que os consumidores pagam um extra por eles. Contudo, oferecer massagens aos clientes não é o mesmo que fornecer sexo, e esta é outra área em que a indústria de acompanhantes se diferencia do negócio da prostituição. Há algumas acompanhantes que são bem pagas porque são excelentes massagistas.

Torna-se portanto mais do que óbvio que uma outra vantagem que as acompanhantes de luxo têm em relação às prostitutas é que são elas quem determinam as condições para os clientes. São elas que definem e declaram explicitamente o que fazem e o que são os limites dos serviços, sejam eles de índole sexual ou apenas de meras massagens.

 

 

 

As acompanhantes têm uma vantagem significativa sobre as prostitutas no campo do marketing e da publicidade

Anunciar serviços sexuais em qualquer lugar é ilegal em muitos países no mundo. Felizmente não é o caso de Portugal e outros Países europeus, onde a publicidade a serviços de venda de sexo é perfeitamente aceite, carecendo no entanto e como é óbvio de aprovação do meio publicitário. E é exactamente aqui que jaz o problema.

Não é propriamente aceitável fazê-lo em painéis publicitários, tipo outdoors ou moopies. Também não é permitido fazê-lo em postes telefónicos ou em qualquer outra área pública. Uma vez que a indústria de acompanhantes é tratada em termos jurídicos como indústria de companhia, a publicidade e o marketing a ela associada é bem mais facilmente aceite.

Pode-se por exemplo fazer publicidade em quase qualquer lugar, especialmente na Internet e nas redes sociais. Isto proporciona às acompanhantes uma grande margem de manobra quando se trata de atrair clientes. Na realidade, a maioria das acompanhantes hoje em dia, especialmente as acompanhantes internacionais que frequentemente viajam pelo mundo, têm websites próprios e particulares onde os clientes podem directamente contactá-las e contratar os seus serviços.

Existem também directórios especializados de acompanhantes e sites de classificados de anúncios adultos, onde as profissionais podem fazer listar os seus anúncios. A verdade é que tais websites atraem os clientes com imagens sexuais, mas como são meros veículos publicitários de profissionais que vendem serviços de companhia, então tal passa a ser inteiramente legal, mesmo nos poucos países onde a prostituição ou venda de serviços sexuais ainda está proibida.

 

 

 

Aumento da remuneração

Talvez a distinção mais significativa entre prostitutas e acompanhantes é que as acompanhantes são pagas significativamente mais. Normalmente as acompanhantes dirigem-se  para um publico alvo que está disposto a pagar muito mais. No caso das acompanhantes de luxo elas prestam serviços de alta qualidade e verdadeiramente diferenciados, e são pagas em função disso mesmo.

Espera-se que sejam inteligentes, astutas, e capazes de manter os seus clientes envolvidos durante toda a sua sessão de atendimento. Pode parecer que é simples ganhar muito dinheiro na indústria das acompanhantes, mas não é verdade. Para conseguir aqueles encontros e sessões bem remuneradas as acompanhantes precisam de muito mais do que vender apenas sexo.

Para os clientes que normalmente solicitam serviços de acompanhantes de luxo, as mulheres não só têm de parecer, mas também ser.  Além de uma imagem física irrepreensível, costumam ser comuns predicados tais como uma cultura acima da média, e forma de vestir e de saber estar também acima da média, muito em especial quando por comparação com as mulheres prostitutas de rua.

 

 

Author: Guest post by “escortera-ads

Author Profile: https://escortspins.com/user/escortera-ads/

Contact email: vip@escortera.com

Personal Website: https://www.escortera.com