O que são acompanhantes dominatrix?

Uma acompanhante dominadora é alguém que assume a posição dominante numa relação comercial de servidão , disciplina, sadismo, e masoquismo (BDSM).

 

Neste caso, pode desempenhar um papel de fantasia para o prazer mútuo de si e do seu cliente. Uma conduta adequada, comunicação e práticas são essenciais não só para cultivar a fidelização do cliente e subsequentes marcações, mas também para evitar qualquer dano corporal ou psicológico a qualquer um dos lados, ao cliente ou à acompanhante.

 

Ter a atitude Dominatrix adequada.

Determine o que se sente à vontade para fazer. Uma acompanhante pró-dominadora tem a opção de ter pouco ou nenhum contacto sexual com os seus clientes. Muitas prestam, contudo, uma vasta variedade de serviços sexuais aos seus clientes. Mesmo que esteja a desempenhar um papel com o seu cliente, é vital descobrir o que se sente à vontade para fazer e dizer. Uma acompanhante dominadora deve sentir-se sempre à vontade e no comando.

 

Como dominadora profissional, é importante estar ciente dos perigos. Mesmo que tome todas as medidas necessárias, o seu cliente pode ainda assim agir contra si e atentar contra a sua segurança física. Se houver relações sexuais, então também essas trazem perigos, tais como a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis.

 

Mantenha uma mente aberta ao lidar com o seu cliente. Se quiser ser uma dominadora profissional, deve abordar fetiches e taras diversas sem quaisquer preconceitos. O seu cliente pode querer ser dominado por si por uma qualquer razão ou fetiche, mas que só a ele lhe diz respeito. Apesar do cliente lhe estar a pagar para ser dominado por si, trate cada cliente sempre com respeito e compreensão.

 

Por exemplo, um cliente pode dizer-lhe que procura os seus serviços porque quer que você seja responsável e dona de toda a sua vida diária, pessoal e profissional. O seu trabalho será acatar isso como uma mera fantasia e descartar esse desejo como sendo genuíno. Tudo não passa de meras fantasias e role-play.

 

Seja sempre assertiva. Nunca conseguirá controlar um cliente no papel de acompanhante dominadora, até que você consiga assumir o domínio total da situação. Coloque na sua cabeça que é você quem manda. Se o seu cliente estiver confortável, não tenha medo de dizer ou fazer nada com ele. Ele irá gostar de a ver exercer esse controlo sobre ele.

 

Por exemplo, pode hesitar em solicitar que o seu cliente fique calado ou que adopte um determinado comportamento submissivo, mas não hesite um minuto, a menos que o cliente o solicite expressamente ou empregue a palavra de segurança (ver mais à frente sobre “Safe words”)

 

Mantenha uma postura física e porte adequados. Lembre-se, você está no poder, pelo que manter uma postura decente comunicará inconscientemente ao seu cliente que você está no comando. Mantenha uma postura bem vertical, com ombros para trás e a cabeça sempre erguida. Empregue um tom levemente arrogante e sempre autoritário.

 

Deve ser evidente para o cliente de que se trata de si, dos seus interesses, dos seus desejos e suas taras. A menos que receba do cliente instruções em contrário, faça e diga o que lhe der na cabeça desde que não seja verdadeiramente prejudicial para o cliente ou para si. Quando você é contratada como acompanhante dominadora é você que tem de estar sempre no comando e tem de o fazer transparecer do inicio ao fim do atendimento.

 

 

 

Encarnar o papel de dominadora profissional

Pode e deverá solicitar a assistência de outra acompanhante dominadora como mentora. Se está seriamente empenhada em tornar-se numa dominadora profissional, ter alguém que lhe mostre a actividade pode ser bastante benéfico. A sua mentora pode ensiná-la a defender-se em caso de apuros, a negociar com o cliente, e até a ensinar-lhe determinados hábitos e comportamentos dos clientes quando levados ao limite em certos cenários.

 

Pratique as suas capacidades de comunicação verbal. Muito do que é preciso para ser ser uma acompanhante dominatrix é sobre o que se faz com os brinquedos e acessórios, mas o que se diz e como se diz pode ser igualmente essencial. Experimente fazer pedidos e falar assertivamente, num estilo mandona. Isto pode parecer-lhe estranho ao início, mas habituar-se-á a isso. Se quiser ver como outras dominatrix falam e se comportam, visite o PornHub.com e assista a alguns vídeos sobre o tema. Pesquise por vídeos com estas palavras chave : “Dominatrix strapon”, “Pegging e humilhação” e “Femdom” .

 

Planeie o seu tempo como profissional. Ser uma acompanhante dominatrix envolve muita representação de papéis. Crie um regime próprio para evitar que fique demasiadamente absorvida no seu papel profissional. Planeie e ensaie o seu papel de dominadora muitas vezes ao longo do dia, para que quando chegar a altura de estar com um cliente, tudo lhe acabe por parecer mais natural.

 

Pergunte aos seus clientes o que eles querem. Incorpore nos novos atendimentos que venha a fazer, todas as experiência BDSM passadas com clientes anteriores. Às vezes esses ex-clientes trazem ideias novas muito criativas e excitantes para empregar em outros clientes.

 

Muitos brinquedos e acessórios eróticos têm forçosamente de ser comprados. O BDSM e Bondage estão cheios de acessórios. Algemas, um chicote e uma venda são acessórios mínimos que toda e qualquer acompanhante dominadora deve possuir. Pode comprá-los online ou numa sex shop local. Pode também utilizar uma trela, coleira e cinto de castidade. Outro acessório muito usado é o Strapon para simulação masculina nos submissos.

 

Pode até pedir ao seu cliente para trazer os seus próprios brinquedos, se não tiver um acessório que ele deseja. Alguns clientes, se os obrigar a tal, oferecer-lhe-ão de bom agrado todos e quaisquer acessórios que estejam em falta. Lembre-se sempre de higienizar todos os acessórios.

 

Seja criativa e improvise. Se não puder comprar alguns acessórios, pode improvisar e fazer os seus próprios. Use por exemplo uma gravata de seda ou um cinto para engasgar o cliente. Certifique-se apenas de que o seu cliente está à vontade com isso.

 

Use os acessórios. A utilização correcta dos acessórios requer prática. Para dar ao seu cliente o grau de dor adequado com um chicote, por exemplo, é necessário praticar. Pratique e aprenda sobre os seus acessórios antes de os utilizar.

 

Não exagere. É fácil deixar-se levar e acabar por magoar o seu cliente. Já agora, uma vez que muitos clientes de acompanhantes profissionais são casados, lembre-se de confirmar com o seu cliente se ele está disposto ou não a ficar com marcas no corpo. Se ele não desejar ficar com marcas, tenha muito cuidado no manuseio de alguns brinquedos.

 

As acompanhantes dominadoras devem usar sempre uma palavra segura com os seus clientes, a já mencionada “Safeword“. Esse código avisará a profissional quando ela deve parar ou reter-se. Peça ao seu cliente uma frase segura para ele lhe dizer quando você deve parar. Por exemplo, “EscortsPins”.

 

Respeite as exigências do seu cliente. Comande e seja assertiva com o seu cliente, mas seja receptiva e atenta aos seus pedidos. Saiba quando parar se o seu cliente estiver em sofrimento ou inconsciente.

 

 

 

 

A roupa e aspecto Dominatrix

Arranje as roupas que a façam sentir-se sexy e empoderada. A roupa é um elemento básico da cultura do fetiche e da escravidão. Vista uma roupa de couro ou de látex de borracha. Considere vestidos pretos ou lingerie decotada. O seu cliente pode também especificar uma roupa.

 

A roupa de couro é muito utilizada nos actos BDSM. O fato de cabedal preto justo e colado à pele é também uma roupa icónica.

 

Eleve a sua estatura. As dominatrix usam muitas vezes botas de coxa alta. Estas botas, tal como o fato de gato (o “CatSuit”), tipo body justo, são consideradas roupa dominatrix. Opte por usar botas ou sapatos de salto alto. Se não pode usar saltos altos, tente então botas planas e pretas estilo militar.

 

Corpetes! Um espartilho é uma roupa de baixo apertada que ajuda a moldar e a manter a sua figura. Um espartilho de bondage é um fetiche que resulta sempre. Em vez de usá-lo debaixo do fato de couro ou latex, opte por usar o corpete apenas e só com uma sexy lingerie.

 

Outros acessórios sedutores que qualquer acompanhante dominadora pode usar são as meias de rede e as meias de ligas. Todas elas combinam muito bem com vestidos e lingerie. Usar luvas sem dedos ou com comprimento de cotovelo, são outra indumentária muitas vezes usada pelas profissionais dominatrix.

 

Por fim e porque até pode querer ocultar a sua real identidade, pode sempre usar uma máscara que cubra parte do seu rosto. Ficam sexy.

 

 

 

Amou este artigo? Partilhe com seus amigos!

Tem artigo para publicar? Escreva para nós aqui